Pesquisar o catálogo Pesquisar o catálogo
 
   

Catálogo da biblioteca pessoal de Orlando Ribeiro


CARACTERIZAÇÃO DA BASE DE DADOS

Os livros científicos da Biblioteca pessoal de Orlando Ribeiro encontravam-se arrumados em três divisões da casa de Vale de Lobos. As separatas, as revistas e os livros de temática menos usual estavam guardados numa divisão do andar inferior, dita da “cave”. Foram estas 8674 obras as que foram integradas na primeira edição do Sítio, em 2004. No andar principal, as obras, principalmente livros, repartiam-se entre a “entrada”, onde se reuniam os livros de temática predominantemente histórica, e o “escritório”, dedicado à geografia e às obras de referência.

As obras da cave têm cotas começando por ORC e estão actualmente guardados na Sala de Geografia, anexa da Biblioteca da Faculdade de Letras de Lisboa (BFLUL). As obras do andar principal foram divididas em dois conjuntos, OR e OR/SD. A cota OR designa as 2801especies, que se encontram também já guardadas na dita Sala de Geografia, anexa da BFLUL. As obras cotadas ORC e OR vão ser, em breve, incorporadas no SIBUL, o catálogo colectivo das Bibliotecas da Universidade de Lisboa. Quanto às 1427 obras que têm cotas começando por OR/SD, elas continuam actualmente em Vale de Lobos. São obras de referência ou com temática ligada às investigações que Suzanne Daveau tem em curso. Destinadas a integrar a colecção geral, podem desde já ser consultadas através de acordo com ela (sdaveau@clix.pt).

Para se conservar a imagem, tão exacta quanto possível, da organização temática e pragmática que tinha a Biblioteca de Vale de Lobos, a atribuição de cotas às obras da “entrada” e do “escritório” foi baseada na localização que as mesmas tinham nas estantes. Por exemplo, a obra Sesmarias Medievais Portuguesas, de Virgínia Rau, tem a cota OR/SD-M6-41, o que significa que ela se encontra ainda, actualmente, em Vale de Lobos e que estava colocada na estante M da entrada, na prateleira 6, dedicada à História de Portugal, com o nº 41, quando foi catalogada. Outro exemplo: a obra O Povo Português, de Bento Carqueja, tem a cota OR-B4-8, o que significa que ela está hoje guardada na Sala de Geografia da BFLUL, tendo sido anteriormente colocada, em Vale de Lobos, na estante B do escritório, na prateleira 4, dedicada à Geografia de Portugal, com o nº 8.

Entre os 13 389 registos, 7491 são livros [monografias], 5467 separatas e 382 revistas, estas com um número muito variável de exemplares.

Segundo a classificação CDU, aproximadamente 40 % dos registos dizem respeito à Geografia, 30 % à História, 12 % a outras Ciências Humanas e 10 % à Geologia.

Cerca de 52 % dos registos correspondem a obras escritas em português, 28 % em francês, 8 % em castelhano, 6 % em inglês, 4 % em italiano e 2 % em alemão.

Cerca de 49 % das obras foram publicadas em Portugal, 19 % em França, 6 % em Espanha, 5 % no Brasil, 4 % na Itália, 3 % na Alemanha, 2 % na Grão Bretanha, 1 % nos USA e 1 % no Senegal.

O essencial das obras foi editado durante o século XX (90% do total) e sobretudo (77%) durante o meio século 1940-1990, que corresponde ao período de actividade científica de Orlando Ribeiro.


Topo